quinta-feira, 6 de novembro de 2014

ATHENAS 21K (O Sonho da Primeira Meia)


MINHA 54ª CORRIDA

Fala Galera !

Já relatei varias vezes, sobre meu sonho de fazer os 21K, e esse ano começou totalmente desfavorável, quebrei o quinto metatarso (pé direito) logo em janeiro, fiz uma cirurgia para colocação de um parafuso de titânio, fiquei 100 dias sem correr, em maio quando voltei a correr, fiz duas provas de 5k uma delas foi a Athenas Etapa I. 
Após as minhas férias em Julho, voltei a sonhar com a meia, era um sonho meio distante, mas, que aos poucos foi ficando mais próximo, pois voltei ao meu ritmo normal e subindo os quilômetros no treino. 
No começo de setembro conheci o Gener que se tornou um parceiro de corridas e sonho, começamos a fazer treinos de 10K, 12K, varios de 15K 16K 17K e faltando uma semana para a meia fizemos um treino tranquilo de 18K, sobrou pulmão no final, as pernas doeram um pouco mas nada de mais. 

Depois de muito treinar, a cabeça só estava só estava nos 21K da Athenas, eu comentava com meus parceiro de corrida, como seria a nossa chegada, qual seria a minha reação eu ainda não sabia.

Fizemos tudo como manda o figurino no sábado, minha esposa gravida de 8 meses falou que não perderia por nada essa corrida, me deixou tranquilão no sábado, foi um dia só de pernas para cima e agua. 

No domingo dia da prova, partimos cedo Minha esposa, meus amigos Edson, Gener e eu, pegamos um pouco de transito perto do local da prova, deu tempo de passar no banheiro tirar três fotos rapidas, cumprimentar os amigos e partir para largada. 

ATM SPORTIVA

Maurão, eu, Edson e Gener

Claudi, Bia, Itimura

Largamos os três juntos, o Edson já sabiamos que não ia nos acompanhar pois o nosso Pace é media 6km/m e o dele muito abaixo disso. 



Clima animado, correr, correr e correr, partimos no nosso ritmo Km a Km, Paces um pouco abaixo dos 6min, hora 6min cravados, no 2km senti que estava suando muito rapido, não estava sol ainda mas, já estava quente, no primeiro ponto de hidratação um atleta escorregou num dos copos ou no proprio chão umido e caiu, foi uma correria para chamar a ambulancia que correu para o socorrer, continuamos a nossa aventura, passei por muitos amigos e isso foi muito bom, pois mais para frente me ajudou muito. 

Durante a prova fui sentindo o desgaste, no 11ª já estava um pouco cansado mais mantendo meu ritmo, e me sentindo bem. 
Conforme a tabela dos meus KM a KM estava tranquilo.




Proximo ao Km 13, meu parceiro Gener sentiu mais inteiro e com alegria nas pernas rsrsrs me perguntou se poderia seguir em frente, eu disse que sim, sem problemas, naquele momento eu só pensava em ir tranquilo e terminar a prova como havia prometido para minha esposa, não iria me matar, estava ali para fazer o que eu gosto e que tanto sonhei. 
Chegando no Km 14 passei pelos meus amigos Paulo, Roberta e Adriana, onde a mando do Gener o Paulo me entregou mais um gel de Carbo, tomei o carbo um pouco mais para frente com agua.

Do Km 15 para frente o cansaço bateu muito forte foi complicado pra mim, baixei o ritmo e só focava em terminar a prova, mas foi ficando pior a cada Km, se olharem pelo grafico acima o pace era mantido em 6:35 +/-, eu corria e parecia que não saia do lugar ! 

DRAMA

Aqui galera, começa a parte que eu nunca imagine passar, lembro que cheguei no Km 18 já muito cansado, eu corria e os kms não passava, tomei agua, molhei a cabeça, não estava legal, mas focado em terminar a prova, entre o Km 18 e 19 meu pace chegou a quase 7min já era um trote mesmo.
Foi proximo a placa dos 20K que......................... Não me lembro mais de nada !!!!!!!! 

Lembro que eu estava em algum lugar, falando besteira para o Paulo, o mesmo que tinha me dado o carbo, depois me lembro que estava na ambulancia, ouvia sirene, ouvi o trem passando pensei que estive num helicóptero todo quebrado indo para o hospital, porém era só coisa da minha cabeça, falando a todo momento que queria a minha esposa, que ela não poderia perder a nossa filha, que ela esta gravida de 8 meses, falando que eu tinha que trabalhar, isso é o que eu lembro, mas a historia foi assim: 

Eu estava cambaleando proximo aos 20K, quando um casal Flavio e Monica chegaram perto de mim, e ele me perguntou se eu estava bem, respondi que não, que minhas vistas estavam escuras, eles me sentaram próximo a guia, eu comecei a variar falando nada com nada, logo em seguida chegou o Emerson que me reconheceu e ajudou no socorro, iam passando também o Paulo, Roberta e a Adriana. 
O Paulo ficou comigo e elas correram gritando para ambulância vir, falaram que a ambulância estava um pouco mais longe, e que justo no local onde eu  estava tinha uma obra dificultando o acesso. 

Mesmo variando na ambulância falando um monte de besteira para uma corredora ex socorrista, me lembro de tê-la ouvido falar que queria chegar e terminar os 21K, eu muito louco levantei o braço olhei meu cronometro que marcava 21,2Km travei ele e salvei a corrida, falei que queria minha medalha e apaguei.

Acordei na maca do centro medico, uma correria em volta, médicos com soro, glicose, aparelhos que eu nunca imaginei que teria ali, não sentia quase nada das pernas, sentia muito dor na testa, achei que tivesse todo quebrado, pois até então eu não sabia que não tinha caido e sim colocado no chão. 
Tremia muito, suava demais, até que deixaram minha esposa chegar ao meu lado, tentei falar com ela e foi o pior momento, minha voz não saia de tanto cansaço, comecei a chorar e mesmo tentando ser forte, achei que uma hora meu coração ia parar e já era. 
Graças a Deus os médicos foram super atenciosos e rapidos, me recuperando me aplicando medicamentos e monitorando tudo, fizeram um eletro que deu tudo ok com coração. 


Podem ver pelo Km a Km acima, onde a coisa ficou feia Km 19 e 20. 

Bom Amigos essa foi a minha aventura da primeira meia maratona, terminada dentro de uma ambulancia. 

Quero agradecer o apoio de todos os amigos, todos aqueles que pararam para me socorrer, Monica, Flavio, Emerson(Soave), Paulo, Adriana, Roberta, aquela corredora que foi comigo na ambulancia, aos socorristas, ao meus amigos Ricardo Mourão que foi no centro medico me dar apoio, minha esposa Milena que ficou do meu lado a todo estante, ao Gener e Edson meus parceiros que me trouxeram para casa, a Iguana Sport pela estrutura da prova, dizem que tem pontos a melhorar eu acabo não sendo o melhor para falar isso, pois não me lembro daqueles momentos, muito obrigado pela parceria de quase 3 anos entre pisando por aí e iguana sportes. 

Estou fazendo os exames, depois posto aqui como está minha segunda semana pós susto. 

Forte Abraço 

Léo 

www.pisandoporai.blogspot.com
#pisandoporai
www.iguanasports.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito Obrigado pela sua visita e pelo comentario.